Tel.: (11) 5088.2121 / Whats: (11) 94009.5355
Unidade I (Zona Sul): Av. Cons. Rodrigues Alves, 198 - São Paulo - SP
Unidade II (Zona Norte): Av. Tucuruvi, 75 - São Paulo - SP
Acreditado Pleno ONA
Marque seu Exame
Agende Online
Resultados
Faça o Download

Endoscopia: Um Guia Abrangente

Explore o universo da endoscopia, um procedimento diagnóstico vital que oferece visões internas detalhadas do corpo, melhorando significativamente a precisão do diagnóstico.

Introdução à Endoscopia

A endoscopia é um procedimento médico que permite aos médicos visualizar o interior do corpo sem a necessidade de grandes incisões. Utilizando um endoscópio, um tubo flexível equipado com uma luz e câmera, os médicos podem diagnosticar, e às vezes tratar, condições dentro do trato digestivo, vias respiratórias, e outras áreas.

Como Funciona a Endoscopia

Este procedimento envolve a inserção do endoscópio através de uma abertura natural do corpo ou pequena incisão. À medida que o endoscópio avança, a câmera envia imagens de volta a um monitor, permitindo ao médico examinar detalhadamente o interior do corpo.

Benefícios da Endoscopia

A endoscopia é menos invasiva que a cirurgia tradicional, oferecendo recuperação mais rápida, menos dor e menor risco de infecção. Além disso, proporciona um diagnóstico mais preciso de várias condições, desde úlceras até cânceres.

Aplicações da Endoscopia

Amplamente utilizada para investigar sintomas como dor abdominal, sangramento digestivo, e dificuldade para engolir, a endoscopia pode também realizar procedimentos terapêuticos, como a remoção de pólipos ou a aplicação de tratamentos diretamente nas áreas afetadas.

O Procedimento da Endoscopia

Preparação para uma endoscopia pode variar dependendo da área a ser examinada. Geralmente, inclui jejum e, em alguns casos, a limpeza do sistema digestivo. O procedimento em si é feito sob sedação leve, para garantir o conforto do paciente.

Comparando Endoscopia com Outros Procedimentos Diagnósticos

Diferentemente de raios-X ou tomografias, a endoscopia oferece uma visão direta e detalhada, permitindo também intervenções imediatas, como biópsias, durante o mesmo procedimento.

A Precisão e Limitações da Endoscopia

Embora altamente eficaz na visualização de problemas internos, a endoscopia pode não ser capaz de detectar todas as condições, especialmente aquelas fora do alcance do endoscópio ou em tecidos profundos.

Preparando-se para uma Endoscopia

A preparação inclui instruções específicas sobre alimentação e medicação. O objetivo é limpar o campo de visão para que o médico possa realizar um exame detalhado.

O que Esperar Durante o Procedimento de Endoscopia

Durante o procedimento, o paciente pode sentir desconforto mínimo, mas a sedação ajuda a minimizar qualquer desconforto. A duração varia, mas muitas endoscopias são concluídas em menos de uma hora.

Após o Procedimento de Endoscopia

Recuperação da sedação pode levar algumas horas, e os pacientes são aconselhados a não dirigir ou operar máquinas pesadas pelo resto do dia. Resultados podem ser discutidos imediatamente ou em uma consulta de acompanhamento.

Riscos Potenciais e Efeitos Colaterais

Embora a endoscopia seja geralmente segura, riscos podem incluir reações à sedação, sangramento no local de uma biópsia ou remoção de pólipos, e, raramente, perfuração do órgão examinado.

O Futuro da Endoscopia

Inovações tecnológicas estão constantemente expandindo as capacidades da endoscopia, incluindo o desenvolvimento de endoscópios menores, técnicas avançadas de imagem, e ferramentas robóticas para procedimentos ainda mais precisos e menos invasivos.

Custo e Acessibilidade da Endoscopia

O custo da endoscopia pode variar amplamente, dependendo do procedimento específico, da localização geográfica, e da cobertura do seguro saúde. Discussões sobre custos e opções de seguro devem ser feitas antes do procedimento.

Experiências de Pacientes com a Endoscopia

Muitos pacientes relatam resultados positivos com a endoscopia, destacando o procedimento como uma ferramenta diagnóstica e terapêutica essencial que contribui significativamente para sua saúde e bem-estar.

Endoscopia em Pacientes Pediátricos

A endoscopia pode ser realizada com segurança em crianças, com preparações e considerações especiais para garantir o conforto e segurança do jovem paciente.

Endoscopia vs. Outras Ferramentas Diagnósticas

Comparada a outras modalidades de imagem, como CT e MRI, a endoscopia oferece uma visão única das estruturas internas em tempo real, com a capacidade adicional de intervenção direta.

Frequently Asked Questions

  • Quão seguro é o procedimento de endoscopia?
  • A endoscopia pode diagnosticar todas as condições gastrointestinais?
  • Como devo me preparar para uma endoscopia?
  • O que posso esperar após o procedimento?
  • Existem alternativas à endoscopia?

Conclusão

A endoscopia é um pilar essencial na medicina diagnóstica e terapêutica moderna, oferecendo visões inestimáveis do interior do corpo humano com riscos mínimos. À medida que a tecnologia avança, a endoscopia continuará a desempenhar um papel vital na detecção precoce, diagnóstico preciso, e tratamento eficaz de uma ampla gama de condicoes

O que é endoscopia?

A endoscopia digestiva alta é um exame que analisa a mucosa do esôfago, estômago e primeira parte do intestino delgado (duodeno). A endoscopia é realizada por um médico especialista em endoscopia digestiva. Durante a realização do exame o médico faz fotos dos segmentos do tubo digestivo e realiza biópsias, quando julga necessário.

Quando o exame é solicitado?

O exame de endoscopia, é solicitado quando o paciente apresenta sintomas relacionados ao aparelho digestivo superior, que incluem o esôfago (Doença do refluxo Gastroesofágico, Dor Toracica de Origem não Cardiaca, tosse crônica, dificuldade para deglutir, suspeita de câncer esofagico), estomago (suspeitas de gastrites, ulceras, câncer gástrico, infecção pela bactéria Helicobacter pylori) e duodeno (ulceras duodenais, doença celíaca).

Quem realiza o procedimento?

O exame é realizado por um endoscopista, um médico que possui treinamento específico para utilizar o endoscópio e examinar o sistema digestivo alto.

Como é realizada a endoscopia?

Será necessário autorização para realização do exame, sendo fornecido um termo de consentimento informado quando da abertura do cadastro para paciente e acompanhante. O objetivo dos termos é esclarecer todas as dúvidas do exame junto ao médico endoscopista.

O paciente será monitorizado para acompanhar o nível de oxigênio no sangue e os batimentos cardíacos, através de um sensor que será colocado em um dos dedos da mão. Poderá ser colocado um cateter de oxigênio nasal.

Receberá medicamento sedativo via endovenosa. Um bocal (protetor) será colocado entre os dentes para manter a boca aberta durante o exame, através dele o médico introduzirá o aparelho, um tubo flexível de fino calibre (fibroendoscópio ou videoendoscópio).

Se necessário, pequenas amostras de tecido (biópsias) podem ser coletadas para estudo anátomo-patológico e ou para pesquisa da bactéria Helicobacter Pylori.

O exame não causa dor, porém após o exame poderá ocorrer dor à deglutição em alguns casos, principalmente pacientes que tem muitas náuseas, vômitos, dificuldade para a passagem pelo cricofaríngeo, mesmo que recebam dose maior de sedação.

Duração do exame

É um exame rápido, dura em média de 10 a 15 minutos, quando houver procedimento terapêutico como retirada de corpo estranho, esclerose de varizes, dilatações, polipectomias, etc este tempo pode ser maior.

Após o exame o paciente será encaminhado à recuperação pós endoscopia, repousará um pouco até que os efeitos da medicação já tenham acabado. Em caso de anestesia local, não poderá beber ou comer até que o efeito tenha se dissipado. Isso poderá levar de 30 minutos à uma hora. O paciente que não receber sedação poderá ser liberado após o procedimento.

Posso tomar minhas medicações habituais?

A maioria dos remédios pode ser utilizada normalmente, mas algumas podem interferir com o preparo do exame. Informe seu médico sobre os medicamentos que está tomando, especialmente AAS e similares, medicações para reumatismo, anticoagulantes, insulina, calmantes e antidepressivos. Também não esqueça de avisar sobre alergias e reações anteriores a medicamentos.

Cuidados pós exame:

O paciente que foi sedado, não poderá dirigir, nem ingerir bebidas alcoólicas nas próximas 12horas após o exame, até que os efeitos colaterais (sonolência, mal estar, fraqueza, tonturas, náuseas, vômitos) dos sedativos sejam eliminados. É aconselhável que seja realizado repouso o resto do dia, após o exame. A dieta deve ser leve quando chegar em casa e após 06 horas dieta geral.

Quando terei o resultado do exame?

Caso haja biópsia ou a retirada de pólipos, o resultado só estará disponível após 8 a 10 dias. Se houver pesquisa do Helicobacter pylori pelo teste da urease o resultado será fornecido juntamente com o laudo.

Podem ocorrer complicações do procedimento?

O exame é geralmente seguro. As complicações são raras, mas podem resultar em tratamento cirúrgico ou internação hospitalar. Pode ocorrer sangramento, normalmente mínimo, após a biópsia ou remoção de um pólipo. Outros riscos incluem irritação no local onde foi aplicada a medicação endovenosa, reação aos sedativos (apnéia e reações anafiláticas), complicações cardíacas (arritmias) ou pulmonares (aspiração). Complicações maiores como perfuração, são muito raras.

O exame pode ser realizado em gestantes ou mulheres que amamentam?

Não se recomenda realizar esse exame durante a gestação. Ele só é realizado se os riscos forem considerados menores que os potenciais benefícios do exame, após discussão entre a paciente e o seu médico. Se estiver grávida ou amamentando, algumas medicações não podem ser utilizadas, portanto essa informação deve ser fornecida ao agendar o exame. Após a realização do mesmo, recomenda-se que o leite seja retirado completamente por bombinha após 4 a 6 horas da realização do exame e descartado. Depois disso a amamentação pode ser realizada sem riscos ao bebê.

Preparação

Jejum absoluto (inclusive água) 8 horas antes do exame.

Comparecer 15 minutos antes do horário agendado, acompanhado de pessoa maior de 18 anos. Caso o paciente esteja desacompanhado o exame nã̃o será realizado, pelos seguintes motivos:

  • O paciente durante a realização do exame receberá um sedativo, impossibilitando-o de dirigir; inclusive não poderá sair de garupa em motocicleta.
  • Recomendamos não adentrar à Sala De Exames portando valores e/ou bens pessoais, estes devem ficar com seu acompanhante e sob sua total responsabilidade.
  • O acompanhante deve permanecer na clínica durante todo o tempo.
  • Traga sua medicação habitual para tomar, se necessário, após o exame.
  • Retire proteses dentárias antes da realização do exame e entregue à enfermeira da sala de exames.

Apresentar-se munido de:

  • Pedido Médico ORIGINAL
  • Documento de identificaçã̃o pessoal com foto.
  • Carteirinha do convênio médico.
  • Guia ou autorização prévia do convênio (quando necessária)

Se houver a necessidade da realização de biópsias e/ou polipectomias, e não houver a cobertura por parte do convênio, haverá a cobrança particular dos itens não cobertos.

  • Não use calçados de salto alto e esmaltes escuros no dia do exame.

Clique aqui e veja uma versão para impressão


Endereços

Unidade I:
Av. Cons. Rodrigues Alves, 198
04014-000 - São Paulo - SP
Próximo ao Metrô Ana Rosa
Unidade II:
Av. Tucuruvi, 75
02340-000 - São Paulo - SP

Horários de Funcionamento

Unidade I:
2ª a 6ª: das 7:00 às 18:00hs
Sábados: das 07:00 às 13:00hs
Unidade II:
2ª a 6ª: das 7:00 às 17:00hs
Central de Agendamento:
2ª a 6ª: das 8:00 às 18:00hs
Sábados: das 08:00 às 12:00hs

Fale Conosco

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Tel.: (11) 5088.2121
WhatsApp: (11) 94009.5355
Nextel: (11) 94704.4325
Voip Tucuruvi: (11) 2391-4100

Unidade I

Unidade II

Clinica Cedig

© 2022 Clínica CEDIG
Centro de Diagnóstico em Gastroenterologia
Diretor Técnico Responsável:
Dr. José Carlos Vilela - CRM 80.820